Banda purpura

Banda purpura

Novo Hamburgo/RS

Reviews postadas

Banda ainda não escreveu nenhuma review.

Release

RELEASE BANDA PURPURA Ficha Técnica: Nome: Banda Purpura Integrantes/instrumento/idade: Nina Fernandes – Vocal (33a), Elisa Agarreberri – Bateria (25a), Rodrigo Alves – Guitarra (34a), Márcio Eloy – Baixo (47a), Lucas Rosa – Piano(17a). Cidade: Novo Hamburgo-RS. Início das Atividades: Abril de 2018. Sobre o projeto A banda Purpura nasceu da pparceria entre os músicos, que já tocavam na cena local da região metroplitana e de Porto Algre, onde Nina Fernandes e Rodrigo Alves resolveram juntar as composições engavetadas e tocar as autorais ao vivo, muito do combustível para gravar o EP veio da boa recepção do público, nos bares e casas noturnas em que a banda se apresenta a identificação e o interesse das pessoas motivou a banda a entrar com afinco em estúdio em abril deste ano. Sobre o Pseudônimo Porque PURPURA? Por que sim. A banda enfatiza levantar problemas do cotidiano das mulheres representando-as dentro de suas músicas, assumindo assim o conceito do que representa a expressão purpura na rotina agridoce feminina, colorida e sofrida da mulher brasileira. Sobre as Canções A partir da consolidação do conceito do pseudônimo as canções foram sendo lapidadas, a grande inspiração de todo esse contexto vem da forte presença feminina dentro da PURPURA, a vocalista e compositora Nina Fernandes e a Baterista Elisa Agarreberri, são as verdadeiras donas da noite no palco. Partindo dessa da ideia de representar a força femina, a vocalista Nina e o Guitarrista Rodrigo juntaram suas idéias e criaram as 5 músicas: “meu lugar”, “mais perto de mim”, “A dona da Noite”, “Inacabado” e “tudo vai ficar bem”. O Albúm possui canções de temas variados dentro da visão da mulher através da perspectiva dos artisas, a música “Meu lugar”, foi lançada como single e trata dos dilemas pessoais de uma persona que precisa se reiventar e decide seguir em frente, “Mais perto de mim” trata da ideia de que alcançar seus objetivos dependem mais de você do que dos outros, “A dona da Noite” é o carro chefe do disco, trata sobre a independencia da mulher, da sua livre escolha e do respeito para com elas, “Inacabado” fala de uma paixão saudosa num dueto entre Nina Fernandes e Rafael Malenotti (acústicos e Valvuládos) e “tudo vai ficar bem” talvez seja a musica com maior carga emocional, composta pela vocalista para seu pai in memorian. Sobre o Projeto no Palco Talvez essa seja a questão mais complexa sobre o projeto (não que isso seja uma coisa ruim). A vocalista Nina Fernandes, foi cantora do coral municipal em Novo Hamburgo por muitos anos, e hoje também ministra aulas de música nas escolas municipais da cidade, O Baixista Márcio Eloy por ser o instrumentista mais experiênte do grupo, já participava da cena há alguns 20 anos, e já tinha trabalhado com Nina em outros projetos. Vindos de outro projeto a Baterista Elisa Agarreberri e o Guitarrista Rodrigo Alves se juntaram a Nina e Márcio dando origem a Redhoude Band, que mudou para o pseudonimo Purpura com a entrada do pianista Lucas Rosa e com a gravação das músicas autorais. Até aqui nada de anormal, mas se colocarmos em ordem cronológica dos acontecimentos podemos entender o que há de peculiar nessa formação. Rodrigo Alves(Guitarrista) é carioca e foi morar em São Borja-RS (fronteira com a Argentina), cidade natal de Elisa Agarreberri (Baterista) onde começaram a tocar juntos e acabaram se casando, ao se mudar para Novo Hamburgo em 2016, participaram de alguns projetos sem sucesso, até Elisa entrar para a antiga banda de Nina e Márcio, que com a saída do guitarrista original deles Rodrigo assume o posto, e mais recentemente o pianista Lucas Rosa entrou para o time. Considerações finais O projeto tem um grau de ambição elevado, e um orçamento apertado, mas a paixão por fazer e acreditar no Rock n Roll, nos ajudam a seguir em frente! A resposta do público em relação ao projeto deixa a entender que as pessoas estão ligadas nos lançamentos e procurando coisas novas.