Souls Of Rage

Souls Of Rage

São Paulo/SP

Reviews postadas

Banda ainda não escreveu nenhuma review.

Release

Formada no inicio de 2013 sob o nome Hellsbulls, o embrião do que viria a se tornar o Souls of Rage já tinha os guitarristas Luan Vieira e Doug Crem em sua formação, que contava ainda com Flávio Shigueru no baixo, Kaique Kira na bateria e o vocalista Helton Vasconcelos. Assim como a grande maioria das bandas em inicio de carreira a banda realizava pequenos shows executando apenas covers das bandas que influenciavam os seus músicos como Pantera e Black Label Society. Em agosto do mesmo ano o vocalista Helton foi substituído pelo talentosíssimo vocalista Alec Viana. Seus vocais poderosos e rasgados abriram um novo leque de influencias para banda e as primeiras composições próprias surgiram. Já no ano de 2014 buscando uma sonoridade ainda mais rápida e pesada o baterista Kaique foi substituído por Henrique “Chris”Santana , cuja enorme influencia de bandas progressivas, como Dream Theater, Fates Warning e Symphony X trouxe uma dinâmica completamente diferente. Foi um ano extremamente produtivo com a banda realizando diversos shows por Osasco e região, além de tocarem em diversas casas de São Paulo como o tradicional Cerveja Azul. No inicio de 2015 o baixista Flavio Shigueru decidiu sair da banda e se dedicar a outras atividades fora da musica. Para seu lugar foi recrutado o guitarrista e vocalista da banda Covah, Sergio Leopoldo. Antigo amigo da banda além de ter uma grande experiência como roadie de diversas bandas, Sergio trouxe ainda mais agressividade para o som da banda e naquele mesmo ano fizeram shows ao lado de grandes nomes do metal underground nacional como Sakrah, ZN Terror, Black Laguna, Vertavél, Overdeath e Setfire. Em 2016 a banda entrou em estúdio para gravação de seu primeiro trabalho, o EP “To Conquer”, lançado no primeiro trimestre de 2017. O material traz as faixas ”World At War”, “Born to Battle”, “Final Ride”, “Insanity”e “Embrace The Dark Side” além da faixa “The Raven”, disponível apenas na versão física. Em 2018, Doug deixa a banda por questões familiares e a SOR segue com apenas um guitarrista. No começo de 2019 mudanças voltam a ocorrer, com a entrada do guitarrista Ricardo “Banca” Bancalero, a saída do Alec e a entrada do novo vocalista Max Costa. A banda está em processo de composição de novos singles mantendo a originalidade, agressividade e peso já caracteristicos. agora com adição de vocais limpos e elementos característicos de hardcore.